ANUNCIE AQUÍ

ANUNCIE AQUÍ

IBT

IBT

domingo, 15 de novembro de 2015

Veja alguns ditos populares que você falava errado e não sabia disso.

Você sabia que muitos dos ditos populares nós falamos errado e não nos damos conta disso.Para explicar melhor essa tese vamos reescrevê-los corretamente para que você possa entender melhor todos eles.

O que falamos: "Batatinha quando nasce, se esparrama pelo chão"
Modo correto: "Batatinha quando nasce, espalha a rama pelo chão"

O que falamos: "Cor de burro quando foge"
Modo correto: "Corro de burro quando foge!"

O que falamos: "Cuspido e escarrado"
Modo correto: "Esculpido em Carrara" (Carrara é um tipo de mármore)

O que falamos: "Quem não tem cão, caça com gato" 
Modo correto: "Quem não tem cão, caça como gato" (Ou seja, sozinho)
O que falamos: "São ossos do ofício"
Modo correto: "São ócios do ofício"

O que falamos: "Enfiou o pé na jaca"
Modo correto: "Enfiou o pé no jacá" (A origem dessa denominação do pileque remonta aos tempos em que os bares tinham, na parte da frente, cestos com frutas e legumes. E era nos cestos de palha, chamados jacás, que ficavam os artigos à venda. Quando alguém bebia demais, ao sair, enfiava o pé no jacá").

O que falamos: "Esse menino não para quieto, parece que tem bicho carpinteiro"

Modo correto: "Esse menino não para quieto, parece que tem bicho no corpo inteiro"

O que falamos: "Quem tem boca vai a Roma"
Modo correto: "Quem tem boca vaia Roma" 

O que falamos: "Hoje é domingo, pé de cachimbo"
Modo correto: "Hoje é domingo, pede cachimbo"

Coisas da vida