quinta-feira, 3 de março de 2016

Secretaria da Educação lança edital de concurso de vídeos educativos para saúde

 http://www.sec.ba.gov.br/assinatura-expresso.png
Para fortalecer as práticas educativas voltadas à saúde entre os estudantes da rede estadual de ensino, a Secretaria da Educação do Estado da Bahia, lançou o edital de concurso de vídeos “Saúde na escola - promovendo a Educação para a Saúde”. A proposta é que os estudantes produzam vídeos, com até cinco minutos de duração, com base nas seguintes temáticas: prevenção a DST/ Aids; prevenção e controle a dengue/ chikungunya/ zika vírus; prevenção ao uso de álcool, tabaco e outras drogas; promoção à cultura de paz; promoção à alimentação saudável e promoção à saúde ambiental e o desenvolvimento sustentável. Os vídeos devem ser produzidos até o dia 23 de setembro.
Podem participar estudantes regularmente matriculados nas escolas estaduais. Cada produção deve contar com a participação de até três estudantes, sob a orientação de um professor. “Conhecer todos esses problemas socioambientais é fundamental, porque leva a uma mudança comportamental, à adoção de hábitos mais saudáveis e, consequentemente, à redução das vulnerabilidades dos nossos estudantes, e isso vai ter uma repercussão positiva, que é a melhoria dos indicadores de saúde do nosso Estado”, destacou Fábio Barbosa, coordenador de Educação Ambiental e Saúde da Secretaria da Educação do Estado da Bahia.
Na sua segunda edição, o concurso de vídeos educativos para a saúde será dividido em três etapas. A primeira é a seleção dos vídeos nas unidades escolares, a etapa seguinte é a seleção dos vídeos pelos Núcleos Regionais de Educação que terá uma comissão julgadora que vai selecionar até seis vídeos sendo, obrigatoriamente, um de cada subtema, e a última etapa ocorrerá na Secretaria da Educação do Estado da Bahia, nos dias 17 e 18 de novembro de 2016 onde serão eleitos os vídeos finalistas.
O resultado final será divulgado, por meio do Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br), no dia 01 de dezembro de 2016. Os premiados receberão um notebook e o professor orientador levará uma placa de menção honrosa como reconhecimento pelo trabalho pedagógico realizado junto aos estudantes.
Ações socioambientais – A Coordenação de Educação Ambiental e Saúde, também, está realizando uma série de atividades educativas para o combate do mosquito Aedes Aegypti. “No Portal da Educação tem um canal específico de combate ao mosquito Aedes Aegypti, com vídeos produzidos em 2015 pelos estudantes e um guia orientador para possibilitar que os professores consigam trabalhar de forma mais constante essa temática”, informa Fábio Barbosa. 


Assessoria de Comunicação - ASCOM